Debian 8.6 (Jessie) 005 – Servidor Web (APACHE)

Em maio de 2016 a W3techs disponibilizou em seu blog um estudo realizado com as distribuições linux mais utilizadas na internet.

O resultado deste estudo é apresentado no gráfico abaixo, apresentado no site da empresa.

os-linux-ms-1605

Neste gráfico podemos observar quais são as distribuições mais populares, além disso outro estudo apontou quais desses sistemas tem crescido nos últimos anos, e o resultado é o que vemos no gráfico abaixo:

os-linux-hcomp-1605

É possível  observar que o ubuntu é, sistemas  baseados no Debian, é o sistema que mais vem crescendo de Jan/2010 até Jan/2016, o que representa uma grande fatia do mercado de servidores Linux na internet.

Mas um dos fatores desse sucesso são suas ferramentas de gerenciamento de web sites, como o Apache, nginx e tomcat.

LAMP (Linux + Apache + MySQL + PHP/Pyhton/Perl)

É a sigla do conjunto de ferramentas mais utilizados nos servidores de internet Linux no mundo.

APACHE

Servidor Web criado em 1995 por Rob McCool, mantida pela Apache Software Foundation utilizado por + de 50% dos servidores web.

  • Ferramenta muito completa para conteúdo dinâmico;
  • Possui um elevado consumo de memória;
  • Compatível com Unix, Windows, Novell Netware, OS/2;
  • Desde 2006 é o Servidor Web mais utilizado no mundo.
  • De acordo com o Guia FOCA o Apache possui como principais características:

– Possui suporte a scripts cgi usando linguagens como Perl, PHP, Shell Script, ASP, etc;
– Suporte a autorização de acesso podendo ser especificadas restrições de acesso separadamente para cada endereço/arquivo/diretório acessado no servidor;
– Autenticação requerendo um nome de usuário e senha válidos para acesso a alguma página/sub-diretório/arquivo (suportando criptografia via Crypto e MD5);
– Negociação de conteúdo, permitindo a exibição da página Web no idioma requisitado pelo Cliente Navegador;
– Suporte a tipos mime;
– Personalização de logs;
– Mensagens de erro;
– Suporte a virtual hosting (é possível servir 2 ou mais páginas com endereços/ portas diferentes através do mesmo processo ou usar mais de um processo para controlar mais de um endereço);
– Suporte a IP virtual hosting;
– Suporte a name virtual hosting;
– Suporte a servidor Proxy ftp e http, com limite de acesso, caching (todas flexivelmente configuráveis);
– Suporte a proxy e redirecionamentos baseados em URLs para endereços Internos;
– Suporte a criptografia via SSL,Certificados digitais;
Fonte: Infowester

Comandos: 

Instalação no Debian: apt-get install apache2

Reiniciar: service apache2 restart

Parar: service apache2 stop

Iniciar: service apache2 start

Configurações:

Configuração do Apache2: gedit /etc/apache2/ports.conf

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: